Translate

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Suplementação Nutricional na Doença de Crohn


Na doença de Crohn verifica-se que existe deficiência de ácido fólico, vitaminas D e B12 além de ferro e zinco. É importante conhecer quais são as conseqüências que um medicamento pode acarretar, sendo possível aumentar a oferta de uma determinada vitamina ou de sais minerais. Em relação aos medicamentos, nem sempre se pode dar ao luxo de não usá-los evidentemente são necessárias para o controle da doença. 
Problemas como a deficiência de nutrientes, a baixa acidez do estômago, a falta de células brancas no sangue podem baixar a imunidade do corpo, deixando-o vulnerável.

A terapia nutricional domiciliar (TND) pode ser definida como assistência nutricional e clínica ao paciente em seu domicílio tendo como objetivo recuperar ou manter o nível máximo de saúde, funcionalidade e comodidade do paciente e está associada à redução de custos assistenciais.

A TND pode ser via enteral, parenteral e/ou oral, nessa última se considera uso de suplementos nutricionais orais ou complementos alimentares de forma voluntária via oral.
Atualmente dispomos de soluções industrializadas hipercalóricas e hiperprotéicas que podem auxiliar na recuperação clínica de pacientes levemente desnutridos. Podem ser utilizados como suplementos orais, complementando a dieta prescrita pelo especialista, sem necesidade de internação hospitalar.



PROCEDIMENTO PARA AQUISIÇÃO DE SUPLEMENTOS ALIMENTARES

Vamos ao passo a passo informado por nossa amiga Ana Cristina para tentar obter suplementos nutricionais, porém como cada Estado tem seu protocolo de atendimento para dispensação de medicamentos então é interessante que você  procure a secretaria de saúde de seu estado.
Ex. :

Adianto que não é tão simples e exige paciência, mas vale a pena tentar!
Primeiramente, veja se na Secretaria de Saúde de seu Estado eles possuem algum formulário padrão e depois é interessante falar com o médico que acompanha teu tratamento, pois precisará de um relatório médico bem específico da patologia.
Caso não tenha nenhum formulário específico, então tente pedir para o médico e uma nutricionista e cada profissional faz um relatório.
O relatório do médico deve constar :
- Nome completo, CRM e assinatura; Doença de base; quanto tempo apresenta a doença e o CID; caso apresente outras patologias associadas e CID;
- Anexar resultado de exames (laboratoriais, imagem, resultado de biópsia, que constem o diagnóstico de Crohn);
- Justificar em relatório de forma bem clara o motivo do uso do suplemento mais a receita em 2 vias assinada e carimbada pelo médico.

Para a Nutricionista os mesmos itens acima citados mais a avaliação nutricional com:
- Medidas de: peso, altura, circunferência do braço, pregas cutâneas, caso possua  alguma fistula, peso anterior para justificar se houve perda de peso.
- Observações: se houve cirurgia recente (qual e o motivo);
- A forma que será administrado o suplemento( via oral/enteral), a posologia e tempo estimado de tratamento;
Ao final deve ter nome da unidade solicitante (Hospital, Clínica) com o nome completo do nutricionista e CRN mais assinatura e carimbo do profissional e mais receita em 2 vias carimbadas e assinadas pelo nutricionista.

Podemos observar que a melhora da desnutrição melhora a qualidade de vida na Doença de Crohn, uma vez que determina melhora do bem-estar geral do indivíduo. Então, fica a dica!

Nenhum comentário:

Postar um comentário